Como Tirar o Título de Eleitor?

Como tirar o título de eleitor é uma dúvida frequente entre muitos eleitores.

E essa dúvida, infelizmente, ocorre na maioria dos casos quando está nos últimos dias de prazo para regularizar a situação junto à justiça eleitoral.

As eleições ocorrem de 2 em 2 anos, e de 2 em 2 anos vemos filas gigantescas para regularizar pendências, não é mesmo?

Vamos aprender de uma vez como tirar este documento tão importante.

E dessa vez, não vamos deixar para a última hora. Certo?

Afinal, como eu tiro o meu título de eleitor?

Este ano de 2018 tem eleições e o prazo para tirar o título e votar se encerrou no dia 09 de Maio.

Como falamos ali em cima, muitas pessoas acabam deixando para a última hora, seja por conta da correria do dia-a-dia, ou até mesmo por achar que é complicado.

Não tem nada de complicado.

Basta você comparecer com a documentação correta em um dos órgãos responsáveis e pronto.

Vamos saber disso tudo agora.

Onde tenho que ir para fazer o meu título de eleitor?

O eleitor deve comparecer em uma das unidades da Justiça Eleitoral ou Cartórios Eleitorais da sua cidade.

Deverá realizar um agendamento para ser atendido.

Se você não sabe onde é o cartório da sua cidade, basta pesquisar no site do Tribunal Regional Eleitoral da sua região.

Como exemplo, no Distrito Federal o eleitor pode saber pelo link:

http://www.tre-df.jus.br/eleitor/zonas-eleitorais/enderecos-e-telefones-mapa-por-zona-eleitoral

Aqui está mapeado todos os endereços de onde poderá comparecer.

Quais os documentos tenho que levar no dia?

No dia agendado, você deverá comparecer com estes documento originais.

Alguns cartórios pedem também a cópia dos documentos.

Fique atento para não fazer viagem perdida.

  • Comprovante de Residência (sempre que possível, em nome do eleitor e, para os casos de transferência, com antecedência mínima de três meses);
  • Documento oficial de identificação pessoal contendo, no mínimo, os seguintes dados: nome, filiação, data de nascimento e nacionalidade;
  • Comprovante de quitação militar, quando do sexo masculino (obrigatório a partir de 30 de junho do ano em que completar 18 anos).

E se eu não conseguir fazer meu título de eleitor?

Aqueles que não conseguirem fazer o título de eleitor e perderam o prazo, estão agora em situação irregular.

Assim, deverão justificar sua ausência no dia da eleição, sob pena de pagar multa, ou sofrer consequências, como:

  • Não poderá obter passaporte
  • Não poderá obter carteira de identidade
  • Não poderá ser nomeado e assumir cargo público mediante aprovação em concurso
  • Não poderá receber salário de função ou emprego público
  • Não poderá obter empréstimo em instituições públicas
  • E não poderá se matricular em instituições de ensino

Considerações finais

Como se pode observar, por uma simples falha, o eleitor pode vir a ter uma série de consequências para sua vida.

Então, o ideal é regularizar logo sua situação, agendando junto ao Cartório Eleitoral, e tirando o título de eleitor ou segunda via.

Em último caso, se não conseguir, recomendamos que faça uma justificativa.

Para saber como justificar sua ausência na eleição, basta clicar aqui.

Se você gostou deste artigo, deixe um comentário aqui embaixo.