Voto em Trânsito: Entenda Como Funciona

117
voto em outra cidade

Estar fora da sua cidade não é mais motivo para deixar de votar. O Tribunal Superior Eleitoral criou a modalidade de voto em trânsito no ano de 2010.

O voto em trânsito existe para quem está morando temporariamente em outra cidade e não terá como se locomover para votar na cidade em que sua zona está localizada no dia da eleição.

Assim, para aquelas pessoas que tinham dúvidas sobre a possíbilidade de votar em outra cidade, a resposta é sim, desde que esteja dentro do mesmo estado do seu domicílio eleitoral.

Contudo, se você está morando fora do Brasil durante as votações, será necessário fazer a justificativa do voto, não existe a modalidade de voto em trânsito para quem não mora mais no Brasil.

Todo documento eleitoral para o cidadão, o título de eleitor conta com dados importantes sobre o local de votação: a zona e a seção. Se você fará votação em trânsito, a solicitação para a alteração naquele turno em específico deve ser feita com antecedência.

É possível também transferir o título de eleitor para outro município, mas isso só deve ser feito em casos de mudança definitiva.

Atualmente, para o voto em trânsito, é permitido votar em presidente, governador, senador, deputados federal e estadual ou distrital.

Neste artigo, vamos exprimir quais devem ser as ações tomadas para conseguir fazer o voto em trânsito.

Fazer o voto em trânsito: como saber onde votar?

Primeiramente, você precisa ter certeza de que os seus dados estão sem qualquer pendência com a Justiça Eleitoral. Após ter uma resposta positiva, será possível se cadastrar para o voto em trânsito.

A Justiça Eleitoral limita os eleitores que podem votar em trânsito. Quem passou os últimos três turnos sem votar e não justificou está irregular e precisa entrar em contato com o Tribunal Superior Eleitoral para regularizar.

É possível regularizar a situação por meio do Cartório Eleitoral ou da Central de Atendimento do Eleitor.

Para o voto em trânsito não existem complicações: é necessário comparecer ao cartório eleitoral de qualquer cidade brasileira e apresentar seu documento de identidade oficial com foto, assim, você irá indicar o local onde deseja votar.

Para as eleições gerais de 2018, o eleitor deverá procurar o cartório eleitoral entre os dias 17 de julho e 23 de agosto.

No dia do pleito, o eleitor deve ir até o local indicado e apresentar o título de eleitor e documento de identidade para efetuar a votação.

voto em trânsito

Voto em trânsito: mais detalhes importantes

Se você solicitar o voto em trânsito, estará abrindo mão de votar em seu município de voto padrão naquela eleição.

Com isso, é necessário estar sempre atento para não acabar cometendo um erro que influenciará a sua situação com a Justiça Eleitoral.

Só é possível votar para todos os cargos eletivos daquele ano se o eleitor estiver no mesmo estado onde seu município fica localizado, caso contrário, só é possível votar em presidente.

Para quem mora fora do Brasil, as regras são diferentes. Existe a necessidade de transferir o domicílio eleitoral.

Só assim o cidadão brasileiro que mora fora do país pode continuar participando das eleições do país nativo. Busque informações com o Consulado Brasileiro no país onde você vive e efetue a mudança.

A votação no exterior só existe quando existem mais de 30 eleitores interessados. As seções funcionam nas embaixadas e consulados, normalmente.