Como Funciona a Apuração dos Votos?

87
Elei›es 2014 - Dia de vota‹o no Centro de Ensino MŽdio Ave Branca (CEMAB) em Taguatinga, Distrito Federal.

Pode parecer óbvio para algumas pessoas, mas a apuração dos votos de uma eleição ainda é um verdadeiro mistério para muita gente. Portanto, é muito comum as pessoas se perguntarem: como funciona a apuração dos votos?

O motivo é simples: a votação acontece e os resultados normalmente são anunciados na televisão, deixando em segundo plano a contagem feita pelos peritos da Justiça Eleitoral.

Assim, para que tudo fique bem claro, este artigo vai lhe explicar de forma detalhada como acontece a apuração de votos de uma eleição no Brasil.

Como Acontece a Apuração dos Votos no Brasil?

Diante de tantos escândalos políticos, vitórias inesperadas e até acusações de fraudes, muita gente começou a pedir pelo retorno dos votos em papel, mas essa é uma opção válida?

Bom, primeiramente, as pessoas se lembram de  quando a votação era por meio de papéis: as chances de acontecerem problemas envolvendo fraudes eram maiores, além de pessoas que votaram em branco ter seu desejo alterado e até a contagem, em si, ser muito mais lenta.

O Brasil é um dos pioneiros no voto eletrônico e isso trouxe mais segurança aos eleitores, que podem se sentir mais seguros no processo.

A Apuração dos Votos na Urna Eletrônica

A contagem dos votos normalmente acontece após o término da votação pública. O horário padrão estipulado pelas autoridades eleitorais é às 17h. Veja aqui o calendário eleitoral 2018.

Os dados eleitorais são contados nas seções eleitorais, em seguida, são enviados para os Tribunais Regionais Eleitorais, que encaminham para a conferência do Tribunal Superior Eleitoral. Só após esse processo eles são contabilizados e o resultado é registrado.

Mais de 100 milhões de brasileiros vão às urnas para escolherem os seus representantes. Este número é muito grande. Mas, mesmo assim, a apuração dos votos acontece de forma simples e até rápida para um número tão grande.

A apuração dos votos fica a cargo das Juntas Apuradoras, que são formadas pelos escolhidos das Juntas Eleitorais. Em 2018, as eleições acontecerão no dia 7 de outubro e o Tribunal Superior Eleitoral tem até o dia 11 de outubro para confirmar e divulgar o número de votos do primeiro turno das eleições.

O segundo turno, onde houver, acontecerá no dia 28 de outubro e tem prazo de divulgação até o dia 2 de novembro.

Foto: Marri Nogueira/Agência Senado

O passo a passo da apuração dos votos

Antes do início dos votos, as urnas eletrônicas emitem um documento chamado Zerésima, que prova que não existe nenhum voto registrado. Após isso, ela começa a ser utilizada.

Após o término da votação, um dos mesários encerra o dia da votação, sempre ao lado de representantes dos partidos políticos, da OAB, Ordem dos Advogados do Brasil e do Ministério Público.

Após a confirmação, começa o processo para a apuração dos votos. São impressas cinco cópias do boletim de urna. Neste documento estão contidas informações dos votos registrados na eleição, brancos, nulos, número de pessoas que votaram, número dos faltosos, e votos brancos e nulos.

É importante deixar claro que o papel consta o horário de encerramento, local de zona e seção além de embaralhar todos os votos, para impedir que haja alguma ligação entre o eleitor e o voto.

O boletim da urna é impresso e também armazenado em um aparelho digital do TRE para transmitir aos cartórios eleitorais todos os dados, para que exista o compartilhamento das informações entre os órgãos.

O resultado dos votos são entregues ao público via internet. Assim, os fiscais dos partidos tem acesso ao material após envio feito pelo TSE.